sábado, 25 de julho de 2009

Influenza A - H1N1

Morre a primeira pessoa infectada com Gripe A no Paraná, no município de Jacarezinho. Já são 48 pessoas diagnosticadas com a doença no estado.
A essa altura do campeonato, falar sobre esta patologia que vem assolando o mundo é só mais um ato de prevenção, já que ela está cada vez mais perto de nós. E além do isolamento do infectado, a informação vem sendo uma das mais eficazes medidas profiláticas contra a Influenza A. Não podemos nos esquecer, é claro, de levar em consideração o foco exagerado da mídia: antes de qualquer coisa, há de se saber que a Gripe A mata tanto quanto as possíveis complicações de uma gripe comum - a pneumonia, principalmente. Dito isso, vamos às principais dúvidas que cercam a nova gripe:

Gripe Suína, Gripe A, H1N1 ou Influenza A?
No dia 30 de abril a OMS (Organização Mundial de Saúde) decretou o fim do nome "Gripe Suína". O vírus da gripe - ou influenza - tipo A, denominado H1N1, deu-se a partir da união dos materiais genéticos das gripes humanas, aviária e suína, passando a atingir também seres humanos.

Qual é a real proporção da Gripe A e o que há de tão assustador nela?

A Gripe A é a mais recente pandemia declarada pela OMS. As pandemias são epidemias generalizadas que correm quando um vírus se espalha rapidamente pelo mundo. No caso, atingindo pessoas que não estão imunes a ele, por se tratar de um vírus novo.

Formas de contágio
As formas de transmissão do vírus são as mesmas das gripes comuns. Através das vias aéreas, do contato com o vírus e com pessoas contaminadas. O vírus pode se instalar em superfícies e objetos (como maçanetas, corrimãos, notas de dinheiro) e permanecer no ar durante horas. A gripe também pode ser transmitida por uma pessoa infectada mesmo que ela ainda não tenha apresentado sintomas.

Prevenção
Evite o contato direto com pessoas infectadas: é a forma mais fácil de contrair a Gripe A.
O vírus não se move, mas permanece durante horas em superfícies, objetos e no ar. Por isso, é importante higienizar as mãos sempre que possível e evitar ambientes fechados e sem circulação de ar. Durante o dia ou sempre que possível, mantenha as janelas abertas para que a circulação do ar se faça naturalmente.
O uso da máscara ajuda a evitar a contaminação pelas vias aéreas.
O consumo da carne de porco não é um problema desde que esteja cozida a partir de 71ºC. Essa temperatura é suficiente para matar qualquer vírus e bactéria, inclusive o H1N1.
Mantenha-se saudável, para para maior resistência do sistema imunológico. Isso inclui alimentar-se com refeições nutritivas e balanceadas, dormir bem, beber bastante líquidos e evitar o stress.

Como identificar
Alguns sintomas da Gripe A são similares aos das gripes convencionais, por isso é difícil diagnosticá-la sem antes fazer o teste. Os sintomas são: tosse, dores musculares, irritação nos olhos, vômito, falta de ar, febre alta (inicia-se em 39ºC), cansaço, diarréia, dor de garganta e coriza. É importante frisar que parte dos infectados não apresenta todos os sintomas.

Se os sintomas da Gripe A são tão parecidos com os das gripes comuns, como diferenciá-los?
Clique na imagem para ampliá-la

O Ministério da Saúde disponibiliza dois meios para que as pessoas possam se informar e tirar dúvidas sobre a doença: o Portal da Saúde (link) e o Disk Saúde (0800 61 1997).


Por equipe atualize - Ana, Caju e Dani

2 comentários:

hide disse...

tem chocolate ai?

Sylvia disse...

Bacana! (não da morte, mas da divulgação das informações xD)